O Que é Lean Manufacturing?

O que é Lean manufacturing?

Lean manufacturing (ou manufatura enxuta) é uma forma de produção ou administração industrial que enfatiza reduzir desperdícios e agregar valor aos clientes a cada etapa do processo. A Lean manufacturing emprega um sistema puxado, que inicia pela demanda do cliente e otimiza o fluxo ao longo de toda a cadeia de suprimentos. Fabricantes Lean enfatizam a confiança nos funcionários, em vez da otimização do maquinário apenas.

Ao contrário dos empreendimentos industriais tradicionais, a Lean manufacturing olha para o processo como um todo, com o objetivo de melhorar toda a cadeia de valor, não somente o resultado de cada etapa de processo.

A Lean manufacturing foi inventada na Toyota Motor Company, como Sistema Toyota de Produção, e posteriormente batizado de Lean por um estudante do MIT, que trabalhava para Jim Womack na pesquisa para o livro “A Máquina Que Mudou o Mundo”.

Como funciona a Lean manufacturing?

A Lean manufacturing enfatiza os seguintes princípios para otimizar e melhorar uma empresa e seus processos:

Passo 1: Focar no valor

Fabricantes Lean priorizam aquelas atividades que agregam valor ao cliente. Portanto, atividades que não gerem um valor que o cliente pagará são consideradas desperdício (Muda) e devem ser erradicadas. O Lean possui meios dedicados de reduzir desperdício, por exemplo, os 5 Porquês, Gemba, ou um relatório A3.

Passo 2: Usar sistemas puxados, não empurrados

A Lean manufacturing opera sob um sistema de demanda, não um de previsão. As indústrias tradicionais trabalham, geralmente, usando sistemas ERP, focados na eficiência operacional e logística. A Lean manufacturing adota sistemas Kanban puxados. O método Kanban assegura que as equipes não fiquem sobrecarregadas e trabalhem nos itens específicos que o cliente solicitou.

Passo 3: Considerar todo fluxo de valor

Ao considerar o fluxo de valor inteiro, de modo que todas as atividades e todos os serviços usados gerem um produto final para o cliente, o fabricante Lean minimiza a presença de gargalos, reduz o transporte desnecessário e garante que apenas a quantidade necessária de matéria-prima seja suprida. Cada atividade precisa agregar valor que o cliente pagará e quaisquer despesas desnecessárias são vistas como desperdício, p. ex., grandes depósitos para armazenar produtos acabados, aguardando meses para serem vendidos.

Passo 4: Melhorar continuamente

Um fabricante Lean nunca se contenta com o sucesso obtido, está sempre na jornada da melhoria contínua. Kaizen, como essa abordagem é conhecida, é a filosofia de garantir que uma empresa se aperfeiçoe por meio de mudanças pequenas, contínuas e positivas. Stand-ups diárias, retrospectivas e ferramentas, como a Poka-Yoke, são algumas das formas de uma indústria Lean continuar avançando.

O que o Lean manufacturing significa para uma empresa?

Quando uma empresa adota a Lean manufacturing, a experiência de seus funcionários, fornecedores e clientes muda completamente. Isso se deve muito ao fato de empresas Lean trabalharem em oposição direta ao que usavam antes, os princípios de produção mais tradicionais.

A indústria tradicional baseia a produção de seus produtos no trabalho manual, mecanizado ou uma combinação de ambos. Enquanto os produtos estão sendo produzidos, são vistos como trabalho em andamento (ou WIP, work in progress) e geralmente são contabilizados no balancete da empresa. Esse princípio suporta a produção em massa – produzir em grande escala e depois tentar prever as vendas. Por outro lado, a Lean manufacturing baseia-se na regra de que uma empresa trabalhará somente por requisição do cliente (p. ex., carros novos são fabricados para uma revenda somente após o cliente fazer o pedido) e, portanto, o WIP não é considerado um bem, mas sim uma despesa que precisa ser limitada. Isso, por sua vez, impacta os processos de contabilidade, marketing e vendas do fabricante Lean.

Diferentemente da indústria tradicional, a Lean enfatiza o potencial humana, ao invés de focar na implementação e melhoria do maquinário. Como um exemplo, uma indústria Lean deixará uma máquina esperando um humano, mas jamais o contrário. Isso decorre dos princípios estabelecidos pela Toyota – a crença de que pessoas podem melhorar sua eficiência, enquanto máquinas não.

O Lean foca no fluxo de valor inteiro da empresa e tenta minimizar as despesas. A indústria tradicional prefere concentrar esforços na melhoria de áreas específicas. Cada divisão mostra seus custos e como melhoraram em sua área, gerando um bônus para o seu departamento. Fabricantes Lean sabem que trabalhar todo o fluxo de valor da companhia garantirá o maior incremento possível da taxa de produção.

Por que a Lean manufacturing é importante?

Resumidamente, se as estratégias da indústria tradicional fossem boas o bastante, a Lean manufacturing nunca teria surgido. Enquanto a indústria tradicional mostrou aumentos de custos, desperdício e tempo para colocação no mercado, a Lean manufacturing provou melhorar a moral e o engajamento dos funcionários, aumentar a qualidade dos produtos, junto com a receita da empresa. O Lean ajudou a Toyota sair de sua situação de fracasso dos anos 1940 para se tornar a empresa mundialmente bem-sucedida de hoje.

Concluindo, a Lean manufacturing é uma nova maneira de operar uma fábrica, que troca o sistema empurrado pelo puxado, corta os custos e agrega mais valor aos clientes através da erradicação do desperdício.